Estudo Dirigido para o 7º ano do E.F.: Vertebrados (peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos)


01.(UNESP) Naquela tarde assaram trinta bois, quantidade ínfima para abastecer os homens que ainda sobravam (...)Os bois e os homens pertencem à Classe dos Mamíferos e ao Filo dos Cordados.

a) Cite duas características exclusivas desse Filo.


b) Justifique a afirmação: Uma das inovações mais significativas surgidas durante a evolução dos Cordados foi o desenvolvimento da mandíbula.



R.

a) Os cordados são animais que apresentam em alguma fase de seu desenvolvimento as seguintes estruturas: tubo nervoso dorsal, notocorda e fendas faringeanas.


b) O desenvolvimento da mandíbula permitiu aos cordados deixar de ser parasitas e desempenhar o papel de predadores. Esse fato muito contribuiu para a adaptação destes animais em ambientes com grande disponibilidade de presas.

02. (UNESP) "Cientistas ingleses disseram ter descoberto os restos de um dos primeiros tubarões. Os fósseis encontrados datam de 25 milhões de anos antes do que se acreditava. A impressão, a partir dos achados, é que os tubarões desta época não tinham mandíbulas."
(O ESTADO DE S. PAULO, 17/02/98, pág. A-12.)
a) Qual é o grupo de vertebrados que não possuía mandíbulas e que, provavelmente, antecedeu aos peixes? Cite um exemplo de um animal desse grupo.
b) Qual a grande vantagem da aquisição de mandíbula pelos peixes.
R.
a) Ciclostomados (Agnatas). Ex: lampréias e feiticeiras ou peixes-bruxa.
b) Facilitou a vida livre já que os agnatas são parasitas, Os peixes com mandíbula (gnatostomados) podem abocanhar suas presas e, como predadores, apresentam maiores chances de sobrevivência no ambiente aquático, além de proporcionar melhor chance de defesa.

03. (FUVEST) Com relação à bexiga natatória, responda:
a) Que tipo de peixe tem bexiga natatória?
b) Qual a principal função desse órgão?
c) Quando o peixe se encontra junto à superfície da água, o volume da bexiga natatória aumenta ou diminui?
d) Qual a função da bexiga natatória nos peixes dipnóicos, como a piramboia?
R.
a) Peixes ósseos.
b) Funciona como órgão hidrostático.
c) Aumenta.
d) Nos peixes dipnóicos, a bexiga natatória tem função respiratória.


04. (FUVEST) Dê quatro caracteres que distinguem os peixes cartilaginosos dos ósseos.
R. Peixes cartilaginosos têm esqueleto de cartilagem, boca ventral, nadadeiras caudal heterocerca e não têm bexiga natatória. Peixes ósseos têm esqueleto ósseo, boca anterior ou terminal, nadadeira caudal homocerca e possuem bexiga natatória.

05. (UNICAMP) Muitas espécies são introduzidas em um ambiente sem que haja uma avaliação de riscos associados a essa prática. Isso tem acontecido em larga escala com peixes em todo o mundo. A truta arco-íris já foi introduzida em 82 países, uma espécie de tilápia em 66 países e a carpa comum em 59 países".
(Ciência hoje, 21 (124) 36-44, 1996)
Caracterize os peixes quanto à anatomia do coração, quanto ao tipo de sistema respiratório e quanto ao tipo de sistema circulatório.
R.O coração dos peixes possui duas cavidades: um átrio e um ventrículo. O sistema circulatório é fechado, simples e completo. È fechado porque o sangue circula apenas dentro de vasos. É simples porque o sangue passa apenas uma vez pelo coração. No coração dos peixes passa apenas sangue venoso. É completo porque não há mistura de sangue venoso com o arterial. A maioria dos peixes tem respiração branquial, mas há aqueles que têm respiração pulmonar (peixes dipnóicos como a piramboia) através da bexiga natatória modificada.


06. (UFPR) Na classificação do filo Chordata são utilizados diversos temos, cujo significado é importante na caracterização dos diversos grupos. Por exemplo, o termo Agnatha refere-se a vertebrados que não apresentam mandíbula. Nesse sentido, defina os seguintes termos: Vertebrata, Craniata, Tetrapoda e Amphibia.
R. Vertebrata refere-se a animais que possuem coluna vertebral. Craniata refere-se a animais que possuem crânio. Tetrapoda refere-se a animais que possuem quatro membros. Amphibia é a classe de vertebrados representados pelos sapos, rãs e pererecas. A palavra anfíbio significa "duas vidas" e se refere ao fato de que esses animais viverem na água na forma larval e no meio terrestre na fase adulta.

07. (UNESP) Dê duas características de anfíbios que justifiquem porque a maioria desses animais tem vida restrita a ambientes úmidos. Explique sua resposta.
R. A maioria dos Anfíbios estão restritos a ambientes úmidos porque necessitam respirar pela pele. Em ambiente seco sofreriam intensa desidratação, pois não possuem camada córnea impermeável. Apresentam fecundação externa, ovos sem casca ou anexos embrionários e desenvolvimento indireto com larva aquática.

08. (UFJF-MG) Os sapos têm sido considerados popularmente animais perigosos por seu veneno, por sua urina e por "trazerem azar". São inofensivos, entretanto, apresentam um par de glândulas de veneno, que só é liberado quando essas glândulas são comprimidas.
a) Como são chamadas essas glândulas?
b) Qual a função ou funções da secreção dessas glândulas?
R. a) São as glândulas paratóides.
b) Expelem veneno apenas quando comprimidas, funcionando na defesa contra predadores, como as cobras, por exemplo.

09. (UFV-MG) Considere o tipo de respiração em um sapo adulto. O que ocorre quando se faz a obstrução das narinas e da boca desse animal durante 10 minutos? Justifique a sua resposta.
R. O sapo provavelmente continuará vivo. Isso ocorre porque o animal tem respiração cutânea, ou seja, ele vai continuar a realizar trocas gasosas através da pele.

10. (UNICAMP) Identifique a classe de vertebrados nos quais ocorre maior diversidade de estruturas apropriadas para trocas de gases respiratórios e discuta uma das causas fundamentais para essa diversificação.
R. É a classe dos anfíbios, que apresentam respiração branquial na fase de larva, pulmonar e cutânea na fase adulta. Esta diversidade está associada à transição da vida aquática para a vida terrestre, que acompanha a metamorfose desses animais.
É a classe dos anfíbios, que apresentam respiração branquial na fase de larva, pulmonar e cutânea na fase adulta. Esta diversidade está associada à transição da vida aquática para a vida terrestre, que acompanha a metamorfose desses animais.

11. (FUVEST) - Em abril de 2003, freqüentadores da praia da Joatinga, no Rio de Janeiro, mataram a pauladas um tubarão mangona. As espécies animais que causam medo, repulsa ou estão associadas a superstições são inapelavelmente sentenciadas à morte. Cobras, aranhas, morcegos, escorpiões, raias, marimbondos, sapos, lagartos, gambás e, claro, tubarões, morrem às dezenas, porque falta à população um nível mínimo de conhecimento sobre tais animais, seu comportamento, seu papel na cadeia alimentare nos ecossistemas.
(Adaptado de Liana John, Sentenciados à morte por puro preconceito.www.estadao.com.br/ciencia/ecos/mai/2003).

a) As arraias pertencem ao mesmo grupo taxonômico dos tubarões. Que grupo é esse? Dê uma característica que permite agrupar esses animais.
b) Sapos e lagartos pertencem a classes distintas de vertebrados. Dê uma característica que permite diferenciar as duas classes.

R. a) Os tubarões e raias pertencem ao grupo dos Condricties (peixes cartilaginosos). Uma característica que permite agrupar esses animais é o esqueleto totalmente cartilaginoso.
b) Sapos pertencem à classe dos anfíbios e lagartos, à classe dos répteis. Os anfíbios apresentam pele lisa, delgada e com glândulas e os répteis apresentam pele seca, espessa e queratinizada, entre outras diferenças.

12. (UNICAMP) Indique características importantes dos répteis, que permite a esse grupo de animais ocupar com sucesso o ambiente terrestre.
R. Pele impermeável, com grande quantidade de queratina e sem glândulas. Ovos protegidos por uma casca que evita a perda de água.

13. (UDESC) Os répteis, assim como as aves e os mamíferos (exceto os aquáticos), são vertebrados que habitam o ambiente terrestre e nele se reproduzem, diferenciando-se dos anfíbios que, apesar de passarem parte da vida no ambiente terrestre, dependem do meio aquático para a reprodução.Em relação aos répteis:
a) CITE e COMENTE uma característica que eles possuem, que lhes permite realizar a reprodução fora da água.
b) Qual seu sistema de respiração típico?
R. a) Répteis podem se reproduzir fora da água porque apresentam fecundação interna, desenvolvimento direto e um ovo com casca protetora. Esses animais se desenvolvem associados a anexos embrionários como o âmnio (proteção contra choques e hidratação), alantóide (excreção e respiração) e saco vitelínico (nutrição).
b) Respiração pulmonar.

14. (UERJ) Certos vertebrados possuem pulmão de grande superfície e pele seca impermeável. Outros vertebrados possuem pulmão de pequena superfície e pele úmida permeável. Por que os primeiros estão mais bem adaptados ao ambiente terrestre?
R. A grande superfície pulmonar faz com que o animal tenha apenas esse tipo de respiração, não dependendo da pele. A qual sendo seca e impermeável impede a desidratação. Tais condições favorecem a vida em ambiente terrestre, como ocorre em répteis, aves e mamíferos. Os anfíbios, que têm pulmões com menor superfície, apenas esse tipo de respiração é insuficiente para satisfazer as necessidades de oxigênio de suas células. São obrigados a realizar também a respiração cutânea, devendo para isso manter a pele sempre úmida, o que facilita a difusão de gases. Isso pode levar à desidratação em ambientes mais secos.

15. (UNICAMP) Indique as classes de vertebrados nas quais podemos encontrar coração com três câmaras e quatro câmaras com comunicação entre os ventrículos e analise comparativamente duas características gerais dessas classes.
R. Coração com três câmaras ocorre em: anfíbios, vertebrados com respiração branquial, cutânea e pulmonar além de excretarem uréia na fase adulta e amônia na fase larval (girino), são adaptados a ambientes úmidos.
Répteis não crocodilianos, vertebrados com pele grossa e respiração exclusivamente pulmonar, excretam ácido úrico e são adaptados ao ambiente terrestre.

16. (UNICAMP) A visão é um dos principais órgãos do sentido para muitas espécies de animais. Há, porém, animais que habitam lugares ou apresentam um tipo de vida em que outros sentidos passam a ser mais importante do que a visão. Nesses casos, indique um mecanismo de orientação encontrados nas cobras podem utilizar para captura de presas.
R. Nas cobras peçonhentas existem receptores térmicos localizados na fosseta lacrimal. Esses receptores são capazes de detectar a radiação infravermelha (calor) e assim, contribuir para a percepção da presença de presas de "sangue quente" (aves e mamíferos).

17. (UNESP) Um menino colocou a mão em um buraco onde havia uma cobra e, apesar de não tê-la tocado, foi picado por ela. Seu pai, um biólogo, mesmo sem ver a cobra, deduziu que ela era peçonhenta e socorreu o filho, tratando-o com soro antiofídico.
a) Que característica desse réptil levou o pai a deduzir que se tratava de cobra peçonhenta? Cite outra característica morfológica facilmente identificada na maioria dessas cobras.
b) Qual é a substância imunológica presente no soro antiofídico responsável pela inativação do veneno? Como este soro é produzido?
R. a) Serpentes peçonhentas possuem dentes inoculadores de veneno que deixam marcas características no local da picada. Além disso, são atraídas por animais homeotermos por possuírem, geralmente, uma fosseta loreal. Estes répteis geralmente apresentam também a cabeça triangular, escamas ásperas, pupilas verticais e cauda que termina abruptamente.
b) O soro contém anticorpos específicos para neutralizar o veneno da cobra. Em institutos especializados, cavalos, bois ou cabras recebem pequenas doses do veneno e passam a produzir ativamente os anticorpos que constituirão o soro antiofídico.

18. (UFJF-MG) "Os jabutis (réptil - quelônio), no Sudoeste do Brasil, são ativos na estação quente e chuvosa, permanecendo praticamente imóveis na estação fria e seca".
a) Que tipo de regulação térmica possuem os jabutis?
b) Considerando a relação existente entre a regulação térmica e o metabolismo, explique o comportamento dos jabutis nas diferentes estações climáticas do Sudeste do Brasil.
c) A pele dos répteis é uma superfície adaptada à troca de gases? Justifique sua resposta.
R. a) Os jabutis são animais pecilotérmicos e ectotérmicos.
b) Na estação quente, a temperatura corporal dos jabutis é mais elevada, sendo seu metabolismo mais intenso. Na estação fria, a temperatura corporal é mais baixa, tal como o metabolismo desses animais. Assim, no período quente, os jabutis apresentam maior atividade do que no período frio.
c) A pele dos répteis não é uma superfície adaptada à troca de gases. Porque a pele desses animais é seca e recoberta por escamas ou placas dérmicas, altamente queratinizada, que não permitem trocas gasosas.


19. (VUNESP) Quais são as características das aves que as tornam mais aptas para o vôo?
R.Presença de asas e penas, esqueleto com ossos pneumáticos, ausência de bexiga urinária e dentes, sacos aéreos nos pulmões e oviparidade.

20. (UNICAMP) Nas aves, a aquisição evolutiva de penas foi um passo importante para o vôo.
a) Cite duas outras características que permitem às aves aprimorar sua capacidade de vôo.
b) Além do vôo, dê outra função das penas.
R. a) Membros anteriores transformados em asas, ossos pneumáticos, quilha no osso esterno, ausência de beixiga urinária e dentes e sacos aéreos nos pulmões.
b) As penas realizam o isolamento térmico, retendo calor e assim contribuindo para a manutenção da temperatura corpórea constante, pois as aves são animais homeotérmicos.

21. (UFF-RJ) Cite, em ordem, os segmentos anatômicos do aparelho digestivo das aves e dê as suas respectivas funções.
R. Bico, esôfago, papo, proventrículo, moela, intestino e cloaca. O bico capta os alimentos. O esôfago faz a condução do alimento. O papo (dilatação do esôfago) armazena os alimentos. O proventrículo é o estômago químico, onde ocorre a digestão enzimática. A moela é o estômago mecânico onde ocorre a trituração dos alimentos. No intestino acontece a absorção dos alimentos. Cloaca é parte final do tubo digestivo, por onde elimina as fezes e a urina semi-sólida.
22. (UDESC) Dentro da Classe Aves, temos a ordem anseriformes, que apresenta como exemplos o pato, o ganso e o marreco, as aves criadas com regularidade em quase todo o Estado de Santa Catarina.
a) Que tipo de adaptação existe nas patas dessas aves e qual sua função?
b) Como as penas dessas aves não ficam encharcadas quando estão na água?
c) Essas aves, assim como as demais, são seres homeotérmicos. DEFINA homeotermia.
R. a) Membranas entre os dedos que servem para facilitar a natação.
b) São impermeabilizadas pela secreção oleosa da glândula uropigeana destas aves.
c) Capacidade de manter constante a temperatura corpórea.

23. (VUNESP) Com relação à respiração do sapo, de uma ave e de um inseto, responda.
a) O que ocorre quando se envolve a cabeça de um sapo e a cabeça de uma ave com sacos plásticos durante uma hora, impossibilitando a inalação de oxigênio? Explique sua resposta.
b) Considere o transporte de gás oxigênio do meio externo para os tecidos internos de um animal. Compare esse transporte em insetos e o sapo.
R. a) O sapo sobrevive porque possui, além da respiração pulmonar, uma eficiente respiração cutânea que lhe garante a oxigenação do sangue. A ave morre porque só dispõe de respiração pulmonar.
b) Insetos apresentam respiração traqueal. Estas estruturas conduzem diretamente aos tecidos o oxigênio necessário ao animal, sem necessidade de transporte pelo sangue. Anfíbios apresentam respiração branquial na fase larvária. Respiração cutânea, pulmonar e buco-faríngea no adulto. Há transporte de gases pelo sangue que contém hemoglobina - pigmento respiratório.

24. (VUNESP) Dê o número e os nomes das cavidades existentes no coração dos seguintes animais:
1) Sardinha
2) Perereca
3) Jacaré.
4) Canário
R. 1) Sardinha é peixe com duas cavidades no coração, um átrio e um ventrículo.
2) Perereca é anfíbio com três cavidades no coração, dois átrios e um ventrículo.
3) Jacaré é réptil crocodiliano com quatro cavidades no coração, dois átrios e dois ventrículos.
4) Canário é ave com quatro cavidades no coração, dois átrios e dois ventrículos.

25. ((UNICAMP) O ornitorrinco vive perto da água e nela se locomove utilizando as membranas existentes entre seus dedos. Seus filhotes se desenvolvem em ovos que são chocados fora do corpo materno, e se alimentam lambendo uma secreção láctea que escorrem nos pêlos do ventre da mãe. A boca do ornitorrinco é dotada de um bico achatado com o qual ele pega o alimento no lodo do fundo do rio.
a) A que classe pertence o ornitorrinco?
b) Cite duas características mencionadas no texto que justifiquem essa classificação.
c) Uma das características citadas no texto ocorre tanto no ornitorrinco quanto nos indivíduos da classe que lhe deu origem. Que classe é essa e qual a característica comum?
R. a) Mamíferos.
b) Presença de pêlos e secreção láctea
c) O ornitorrinco apresenta oviparidade e bico córneo, características herdadas da classe dos Répteis que deram origem aos mamíferos.
26. (UNESP) De um modo geral, o período normal de gestação de um mamífero está diretamente relacionado ao tamanho do corpo. O período de gestação do elefante, por exemplo, é de 22 meses, o do rato doméstico apenas 19 dias. O gambá, entretanto, que tem tamanho corporal maior que o do rato doméstico, tem um período de gestação de apenas 13 dias e seus filhotes nascem muito pequenos, se comparados com os filhotes do rato. Considerando estas informações, responda.
a) Por que o gambá, de maior porte que o rato tem período de gestação menor? Justifique.
b) Qual é o anexo embrionário presente no rato e no elefante, mas ausente, ou muito pouco desenvolvido, nos gambás? Cite uma função atribuída a este anexo embrionário.
R. a) Os gambás são marsupiais e apresentam uma gestação curta, uma vez que sua placenta é muito primitiva. Os filhotes nascem prematuramente e completam o desenvolvimento dentro da bolsa marsupial, onde se alimentam do leite secretado pelas glândulas mamárias.
b) Placenta. Este anexo realiza várias funções, entre elas: nutrição, excreção, respiração e regulação hormonal.

27 . (UNESP) A conquista do ambiente terrestre pelos vertebrados envolveu algumas importantes modificações adaptativas morfológicas e fisiológicas. Em relação a esse processo,
a) Cite duas características comuns aos répteis, às aves e aos mamíferos, que possibilitaram a conquista definitiva do ambiente terrestre.
b) Apresente duas razões pelas quais os anfíbios adultos, embora possam se locomover em terra, ainda não possuem total independência do meio aquático.
R.a) Presença de anexos embrionários como o âmnio e o alantóide e respiração pulmonar.
b) Necessidade de manter a pele úmida para a respiração cutânea, fecundação externa, ovos sem casca protetora e ausência de anexos embrionários como o âmnio e o alantóide.

28. (FUVEST) Compare a circulação sangüínea em um mamífero e em um peixe ósseo. O que acontece com a pressão sangüínea em cada um dos casos?
R. Os peixes ósseos possuem coração com duas cavidades, um átrio e um ventrículo, sua circulação é fechada e simples. No coração de peixes só passa sangue venoso (circulação simples) e a pressão sangüínea é baixa. Mamíferos possuem coração com quatro cavidades onde passa sangue venoso e arterial não ocorrendo mistura (circulação dupla e completa), o sistema circulatório é fechado e a pressão sangüínea é alta.


29. (UNICAMP) Parques Zoológicos são comuns nas grandes cidades e atraem muitos visitantes. O da cidade de São Paulo é o maior do estado e está localizado em uma área de Mata Atlântica original que abriga animais nativos silvestres vivendo livremente. Existem ainda 444 espécies de animais, entre mamíferos, aves, répteis, anfíbios e invertebrados, nativos e exóticos (de outras regiões), confinados em recintos semelhantes ao seu habitat natural. Entre os animais livres presentes na mata do Parque Zoológico podem ser citados mamíferos como o bugio (primata) e o gambá (marsupial), aves como o tucano-de-bico-verde e, entre os répteis, o teiú.
(Adaptado de www.zoologico.sp.gov.br)
a) Como podem ser diferenciados os marsupiais entre os mamíferos?
b) As aves apresentam características em comum com os répteis, dos quais os zoólogos acreditam que elas tenham se originado. Mencione duas dessas características.
c) Entre os animais exóticos desse zoológico estão zebras, girafas, leões e antílopes. Que ambiente deve ter sido criado no zoológico para ser semelhante ao habitat natural desses animais? Dê duas características desse ambiente.
R. a) Entre os mamíferos, os marsupiais se distinguem por apresentar: placenta decídua (temporária) e bolsa externa (marsúrpio).
b) Características de aves em comum com os répteis: ovos com casca e anexos embrionários (âmnion, cório, alantóide e saco vitelínico), fecundação interna, respiração pulmonar e cloaca.
c) Para a adequação de zebras, girafas, leões e antílopes no parque Zoológico é necessário criar um ambiente de savana, que corresponde ao habitat natural desses animais. As principais características desse ambiente são: grande quantidade de gramíneas e árvores ou arbustos esparsos.

2 comentários:

Anônimo disse...

me ajudo i muita coisa

Mariana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.